24.08.2015

Cereais Integrais: Quando e como oferecer aos seus filhos?

Bebês, Saúde

Os cereais integrais estão ganhando cada vez mais espaço nos hábitos alimentares dos adultos. Mas e para as crianças? Podemos dar aveia, linhaça, chia e quinoa para nossos pequenos?

O Ministério da Saúde recomenda que se inclua cereais e grãos por volta dos 7 meses. Lembrando que eles devem estar cozidos como arroz ou aveia cozida.

Confira no texto abaixo todas as explicações da nutricionista Nara Corona sobre o consumo de cereais integrais por crianças.

Happy Baby Child Eats Itself With A Spoon
Cereais são na maioria das vezes muito confundidos com grãos. Dividir esses dois grupos certamente seria tarefa difícil para qualquer pessoa. Entre os cereais mais consumidos pela população brasileira, podemos incluir arroz, milho, cevada, aveia, trigo, e mais outros tantos cerais integrais. E é justamente desse grupo dos integrais que iremos falar.

Aveia, linhaça dourada, chia, quinoa e o trigo sarraceno fazem parte dessa classificação: os cereais integrais. A principal característica deles fica muito clara se prestarmos atenção assim que consumimos, que é fornecer energia para nosso corpo. Essa é a razão para esse grupo de alimentos ser o mais consumido na história dos nossos antepassados. Por serem fáceis de armazenar por longos períodos, ricos em carboidratos, em fibras, e muito deliciosos também!!!!!

Crianças menores de dois anos podem conhecer alguns desses alimentos assim que iniciam alimentação complementar, para isso dos 6 meses aos 2 anos eles devem entrar no prato com o cuidado de sempre. O Ministério da Saúde recomenda que se inclua cereais e os grãos por volta dos 7 meses. Lembrando que eles devem estar cozidos como arroz, ou aveia cozida. Esses podem ser introduzidos por volta dos 7-8 meses, já os cereais crus necessitam de mais tempo para que o organismo do bebê amadureça e assim se beneficie desse grupo que estamos falando. Caso contrário as fibras podem levar ao desconforto abdominal pela fermentação.

Por volta de 12 meses, a aveia pode entrar no prato por cima de frutas, assim conseguem aumentar ainda mais as quantidades de fibras daquela refeição. Muitos pediatras liberam antes desse período na forma cozida. Trigo, milho, aveia, trigo sarraceno podem desencadear reações por hipersensibilidade em algumas crianças, dai mais outra razão para serem introduzidos com mais cautela.

Depois desse período, cereais podem fazer parte da rotina alimentar, contribuindo para melhora do funcionamento intestinal, da saciedade para as crianças mais gulosas, do aporte de vitaminas do complexo B assim como de minerais. Aos dois anos de idade todos os cereais integrais ou refinados podem entrar no dia a dia deles, respeitando claro as preferencias alimentares de cada criança.

Importante lembrar que sempre quando houver situação de ritmo intestinal acelerado, esse consumo de fibras extras da dieta precisa aguardar para retornar assim que as funções estejam normalizadas.

 

Nara Corona é nutricionista pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional pela Unicsul /VP Consultoria Nutricional – Divisão de Ensino e Pesquisa São Paulo, é sócia da Consultoria Nutricional Nara&Duda Alimentação Inteligente, administra a fanpage Nara&Duda, atende em seu consultório no Leblon e na Barra da Tijuca, no RJ. Contatos: naracorona@globo.com naraedudanut@gmail.com Tel: (21) 98836-1994 / 2492-3360 fb: Nara&Duda

Comentários no Facebook
1 Comentário
  1. Carla Marques 24/08/2015 | 14:40

    Olá, desde os 12 meses que dou à minha filha papas de aveia ao pequeno almoço. Coloco apenas uma colher de açúcar amarelo, para 4 doses, e ela adora. Desde essa altura que não come mais nenhum tipo de papa.
    Para quem estiver interessado, deixo aqui um menú do que a minha filha comia com 15 meses: http://www.vinilepurpurina.com/2015/06/20/alimentacao-de-um-bebe-de-15-meses/

    Responder
Deixe um comentário