07.11.2013

Parto normal ou cesariana? Entenda a diferença de cada parto.

Parto, To Grávida

iStock_000016810596XSmall

Hoje vamos falar um pouco sobre as diferenças entre o parto normal e a cesariana. O objetivo principal deste texto é deixar as futuras mamães bem informadas sobre as vantagens e desvantagens desses dois partos.

Primeiro, é importante lembrar que a decisão sobre o tipo de parto deve ser feita de forma consciente. E para que isso aconteça, a mãe precisa ser bem orientada durante seu pré-natal e estabelecer uma relação de total confiança com seu médico.

Conversamos com a Dra. Manuela Gurgel, ginecologista do Hospital da UERJ, que nos explicou as principais diferenças.

Parto Normal

No parto normal, a mãe (ou o casal) participa ativamente no nascimento do filho, interagindo e construindo um vínculo afetivo com o bebê. Logo após o nascimento, o recém-nascido é prontamente acolhido pela mãe, estreitando a relação entre eles e facilitando a amamentação.

Nesse tipo de parto, a recuperação da mulher é mais rápida e a mãe possui menores riscos de infecções, trombose e hemorragias.

Atualmente, para alguns casos, é possível aliviar a dor com o uso de anestesia, diminuindo significativamente as dores durante todo o processo. Além disso, também existem diversas técnicas sem o uso de medicações que reduzem a dor durante o trabalho de parto, tais como exercícios orientados, massagens e banhos com água quente.

Uma grande vantagem do parto normal é que o bebê nasce no momento em que está pronto para vir ao mundo. E a passagem pela via natural do parto também favorece a saída dos líquidos pulmonares do bebê, diminuindo os riscos de problemas respiratórios.

O tempo de realização de um parto normal pode variar muito, em média são cerca de 12h de trabalho de parto para quem está tendo o primeiro filho, mas esse tempo tende a diminuir a partir do segundo filho.

 

Parto Cesariana

Em certos casos, quando existem riscos para a mãe ou para o bebê, a cesariana torna-se fundamental.  Como exemplos, quando há o descolamento prematuro da placenta, apresentação pélvica (bebê sentado), sofrimento fetal, malformações congênitas, herpes genital ativa, infecção pelo HIV, entre outros.

Ao optar pela cesariana, a mãe pode decidir quando será o nascimento do seu filho, podendo se preparar para esse momento. Durante o procedimento a mãe não sente dores devido à anestesia, que geralmente é a raquidiana, mas que pode variar de acordo com cada caso.

Embora a cesariana seja uma intervenção realizada com muita segurança, não podemos esquecer de que se trata de um procedimento cirúrgico e possui riscos inerentes a qualquer cirurgia, e pode ocorrer maior dificuldade de vínculo e amamentação. A recuperação deste tipo de parto costuma ser mais lenta.

Também pode variar de mulher para mulher, mas em média o tempo de cirurgia é de uma hora.

É essencial que todas as mulheres tenham  informações necessárias para optar pelo tipo de parto que melhor atenda suas expectativas e necessidades, de forma que fiquem confortáveis e tranquilas para chegada do bebê. A relação médico-paciente é de extrema importância durante todo o pré-natal para que a gestante e o obstetra estejam em plena sintonia durante o parto.

Não tenha medo de conversar com o seu médico e preparar-se para o momento mais feliz da sua vida!!!

14.09.2013

Luisa chegando ao mundo!

Na Web, Parto, Vida de Mãe

Esse vídeo é o registro, feito pelo Bruno De Luca para o Vídeo Show, do momento mais especial da minha vida, quando a Luisa chegou ao mundo!

Registrar momentos especiais é uma coisa que eu considero importantíssima! O prazer de rever o brilho no olhar daquelas pessoas que estão com você, lembrar de um sorriso gostoso e de lugares que foram inesquecíveis na sua vida, é algo único e que te permite voltar nesses momentos! 

Bruno, mais uma vez obrigada pelo presente ÚNICO!

Fernanda Rodrigues
Page 4 of 41234