20.09.2016

Bebês aprendem a comer observando os adultos

Bebês, Saúde

Crying baby boy refusing to eat food from spoon with hands dirty

“Se você alimenta a sua criança com uma dieta perfeita, mas ela vê você, seus amigos e parentes comendo alimentos não saudáveis, ela está aprendendo sobre a comida pelas experiências sociais” disse Katherine Kinzler coautora da pesquisa publicada no periódico “Proceedings of the National Academy of Sciences“.

De acordo com esse estudo, novas evidências científicas mostram que bebês aprendem a comer observando o que os adultos estão comendo na mesa de jantar. Claro que há exceção, sabemos de muitos casos de mães que não comem bem com filhos super saudáveis e vice-versa, mas achamos o estudo super interessante.

Os pesquisadores também descobriram que bebês de um ano de idade conseguem traçar padrões de gosto alimentar e esperam que as pessoas devam gostar dos mesmos alimentos, a não ser que pertençam a grupos sociais ou culturais diferentes.

O estudo foi conduzido com mais de 200 bebês, que no laboratório assistiram a vídeos de pessoas expressando gostar ou não gostar de determinado alimento. Quando os bebês viam duas pessoas que falavam a mesma língua ou agiam como amigos, eles esperavam que elas gostassem das mesmas comidas. Quando as pessoas mostravam inimizade ou falavam línguas diferentes, eles esperavam que elas gostassem de comidas diferentes.

E ai? O que acharam? Qual exemplo de alimentação vocês dão para os filhos?

(Fonte: O Globo)

10.12.2015

Lanches ricos em cálcio para manter a alimentação equilibrada

Bebês, Saúde

Quando os bebês estão apenas à base do leite. não precisamos nos preocupar com opções de lanches. Depois vem as papinhas de frutas, as papinhas salgadas e, aos poucos, o leite vai sendo substituído por refeições comuns.

Já falamos aqui sobre a introdução de alimentos no post As Primeiras Papinhas do Bebê. Após as primeiras introduções, a substituição do leite nos intervalos entre as principais refeições é outra etapa que exige criatividade na busca de opções saudáveis para os pequenos. Conversamos com a nutricionista e parceira do blog, Nara Corona, e ela nos passou 5 ideias de receitas deliciosas e nutritivas. Confiram!

Happy Mother Feeds Funny Baby From Spoon

Crianças têm hábitos diferentes, paladares diferentes, rotinas diferentes e desejos diferentes. Muitas são apaixonadas por leite, muitas depois da fase de amamentação decidem que querem alimentos como os dos pais. Nesse momento, o pediatra e o nutricionista pedem para a mãe e o pai incluírem alimentos ricos em cálcio para dar suporte ao crescimento e desenvolvimento ósseo. Aqui entram nossas sugestões de lanchinhos que podem ajudar muito a manter a alimentação das crianças equilibrada!

1. Picolé caseiro de frutas com leite – Super simples, basta bater as frutas que seus filhos mais gostarem, como banana prata (2 unidades) com 200ml de leite, acrescentar fio de mel (crianças com mais de dois anos). Colocar em forminhas de picolé e levar ao congelador.

2. Danoninho caseiro. Lave bem e higienize ½ caixa de morango orgânico bem maduro, acrescente pote de 200ml de iogurte natural integral, coloque colher de sopa de óleo de coco orgânico e bata. Agora para espessar pode acrescentar folha de gelatina incolor natural, agar agar, banana e até pode usar duas colheres de sopa de farinha de arroz. Bater tudo no liquidificador, encher copinhos pequenos com esse creme e deixar na geladeira para ser consumido em até 3 dias.

3. Mini pizza – Faça em casa super rápido!!!!! Compre pães árabes pequenos, abra eles e passe molho de tomate caseiro com azeite para formar base da pizza. Agora rale queijo, espalhe por cima e acrescente orégano. Leve ao forno por cinco minutos.

4. Sanduíche de ricotta com cenoura – Ricota é bastante ressecada, então para 4 colheres de ricotta acrescente 2 colheres pequenas de requeijão, agora rale cenoura em tiras fininhas e misture para formar essa pastinha. Recheie bisnaguinhas com essa ricotta com cenourinha ralada e sirva.

5. Vitamina verde – Bata folha de couve orgânica higienizada, 150ml de leite, abacate (quarto da unidade grande), mel e gelo. Essa vitamin cremosa é duplamente rica em cálcio.

Fontes mais conhecidas de cálcio são os alimentos derivados do leite, o que é importante lembrar é que os alimentos verde escuros também são riquissimos nesse mineral, então vale incrementar as refeições principais com as folhas para aumentar esse aporte de cálcio.

 

Nara Corona é nutricionista pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional pela Unicsul /VP Consultoria Nutricional – Divisão de Ensino e Pesquisa São Paulo, é sócia da Consultoria Nutricional Nara&Duda Alimentação Inteligente, administra a fanpage Nara&Duda, atende em seu consultório no Leblon e na Barra da Tijuca, no RJ. Contatos: naracorona@globo.com naraedudanut@gmail.com Tel: (21) 98836-1994 / 2492-3360 fb: Nara&Duda

13.06.2015

Método BLW: Deixe seu bebê comer sozinho com as mãos

Bebês, Saúde

blw bebe comendo sozinho

Esqueçam as papinhas e os talheres! Vamos deixar os pequenos colocarem a mão na massa! ;-)

A proposta do método BLW (Baby Led Weaning, que pode ser traduzido como “Desmame guiado pelo Bebê”) é que a criança se alimente sozinha, com as próprias mãos. É uma forma natural e livre de introdução alimentar, onde o bebê pode desenvolver sua autonomia e descobrir os alimentos, conhecer texturas, cheiros e sabores.

No BLW, o bebê participa da refeição com a família, É um momento cheio de descobertas, onde os alimentos sólidos são introduzidos de maneira descontraída, sem pressão.

Achamos super legal esse método e, por isso, pesquisamos mais para fazer esse post completinho contando tudo sobre o BLW.  A técnica vem ganhando força no mundo inteiro e muitas mães têm relatado experiências positivas com seus filhos.

Mas, atenção, antes de iniciar, converse com o pediatra do seu filho sobre a introdução alimentar e sobre esse método para ouvir a opinião dele!

Confiram tudo sobre o método BLW:

Com que idade posso começar?

De acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde, até os 6 meses as crianças devem ser alimentadas apenas com leite materno. Somente a partir dessa idade ela já está apta a comer alimentos sólidos e iniciar o BLW.

Como iniciar?

  • Coloque a criança sentada na mesa com a família ou na própria cadeirinha de comer dela;
  • Corte os alimentos em pedaços pequenos ou palitinhos que a criança consiga pegar e colocar sozinha na boca;
  • O alimento deve ser colocado na frente do bebê ou na mão do bebê para que ele coma no seu próprio ritmo, sem pressão dos pais;
  • Ofereça alimentos variados;
  • Alimentos que já foram rejeitados devem ser oferecidos novamente.

 

O que não fazer:

  • Pressionar a criança para comer logo o alimento. Um bebê que resiste muito a colocar um alimento na boca, pode ainda não estar pronto para comê-lo;
  • Tentar evitar a sujeira que o bebê irá fazer. Prepare-se para a bagunça e curta junto com seu pequeno;
  • Não deixe o bebê sozinho durante o processo. A criança devem ser sempre monitorada.

 

Pontos positivos:

  • Permite que o bebê explore mais e descubra os alimentos;
  • Desenvolve a autonomia do bebê;
  • Desenvolve a coordenação motora;
  • Incentiva a alimentação diversificada;
  • Respeita o ritmo do bebê;
  • Estimula a função mastigatória do bebê.

 

Pontos de atenção:

  • Um dos maiores medos é em relação ao risco de engasgar. Segundo especialistas, é mais fácil o bebê engasgar com alimentos dados na colher do que com os que ele consegue pegar com as próprias mãos. Isso porque a criança desenvolve primeiro a habilidade de engolir, depois a de mastigar e só depois a de colocar alimentos na boca. Por isso, quando o alimento é dado na colher, não há como garantir que ele já tem essas habilidades e o risco de asfixia é maior;
  • Castanhas e frutas com sementes grandes não devem ser oferecidas;
  • Ter cuidado com a higiene do local e das mãos do bebê;
  • Importante que os pais fiquem atentos para que o bebê ingira a quantidade ideal de nutrientes necessários.

 

Page 1 of 3123