09.12.2016

Você já ouviu falar em “Mommyrexia”?

Saúde, To Grávida

Um assunto bem delicado para algumas mulheres que estão grávidas ou planejam ter um bebê é a profunda mudança que o corpo passa quando se está gerando uma criança.

A preocupação exagerada com o peso na gravidez e no pós parto oferecem muitos riscos para a saúde da mãe e do bebê. Conversamos com nossa parceira obstetra Dra. Viviane Monteiro que nos explicou que esse assunto está sendo estudado e tratado com cuidado pelos médicos e já foi apelidado de “mommyrexia”.

Pregnant Woman In A Park

Os ponteiros da balança sobem, a barriga cresce e os seios aumentam, isso para citar apenas algumas das transformações visíveis, sem contar com as alterações no campo emocional e as muitas variações hormonais presentes nesta fase da vida da mulher. Mas a questão é preocupante porque um número cada vez maior de mulheres passa a se preocupar excessivamente com o peso e fazer de tudo para manter a silhueta magérrima durante a gestação.

A tendência, apelidada lá fora de “mommyrexia”, o que quer dizer algo como “anorexia da mamãe”, tem se espalhado em parte com base na pressão que as mulheres sofrem para se manterem magras durante toda a vida.

As mulheres comuns, com rotinas que envolvem trabalho, cuidados com o bebê, com a casa e outros afazeres, e que conseguiram manter um ganho de peso considerado normal durante a gestação, se sentem inferiores porque dificilmente conseguem voltar ao peso de antes da gravidez em tão pouco tempo quanto as celebridades. A busca pela boa forma em uma época tão delicada é extremamente perigosa para a saúde da mãe e do bebê, acrescentando que esse tipo de preocupação afeta as gestantes de todas as classes.

Muitas mulheres restringem o consumo alimentar no final da gravidez, justamente quando o bebê precisa de nutrientes para manter o ganho de peso normal. As consequências de uma dieta de poucas calorias para a criança são bastante graves. Além do risco de mortalidade após o nascimento aumentar exponencialmente, aborto, má formação fetal, diabetes gestacional, hipertensão, depressão e complicações no parto podem ocorrer se a desnutrição for extrema.

A mulher precisa ter consciência de que o ganho de peso durante a gestação não só é necessário, como inevitável. A quantidade de quilos a mais vai depender do tipo físico de cada uma, pois o organismo necessita fazer vários ajustes para dar suporte ao ser humano que vai abrigar pelos próximos meses. Placenta, bebê e líquido amniótico ajudam a empurrar os ponteiros da balança para cima e aumentar o susto ao se pesar.

Cada vez mais parece que existe uma exigência pela magreza por parte das gestantes após o parto, o que faz com que muitas pacientes que nunca tiveram histórico de transtornos alimentares passem a viver uma espécie de obsessão. A melhor forma de a grávida aproveitar a gestação e garantir sua saúde e do bebê após o parto é ficar atenta aos nutrientes e não às calorias: alguns cuidados são importantes para se assegurar um adequado estado nutricional materno durante a gestação. Uma alimentação diversificada, rica em frutas e verduras, é a melhor escolha sempre. O consumo diário de calorias pode aumentar um pouco conforme a gravidez avança, mas nada de fast food. As refeições precisam ser pensadas e equilibradas, para que se nutra o corpo e não apenas se ingira calorias. Isso se reflete na saúde da mãe e é muito importante para a correta formação do feto.

 

Dra. Viviane Monteiro é ginecologista e obstetra – Especialista em Medicina Fetal, ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia pela CBR e mestre em Ciências Médicas UFF.
Consultório em Ipanema: (21) 2511-4478/ (21) 2259-6652

23.11.2016

Ligeiramente Grávida – Larissa

Ligeiramente Grávida, To Grávida

O “Ligeiramente Grávida” de hoje tem um texto lindo da Larissa, mãe da pequena e fofíssima Maria, de 4 meses.

A Larissa sonhava em ser mãe desde nova e engravidou logo nas primeiras tentativas. Na hora de contar para o marido, ela não aguentou a ansiedade. Tirou uma foto do teste e mandou por whatsapp. Muita emoção! Leiam!

gravida_ligeiramente

Sempre tive o sonho de ser mãe. Desde pequena, quando perguntada o que seria quando crescesse, minha resposta era: mãe. Mas eu sempre soube também que tinha que ser na hora certa, com a pessoa certa.

Casei em 2014 depois de um ano e meio de namoro. Mas nossa história é mais antiga. Namoramos em 2005 por 3 anos, ficamos 5 separados, mas nos reencontramos e veio a vontade de formarmos uma família. Ele, desde o início, já queria que eu parasse de tomar pílula, dizendo que engravidar demora e tal. Mas eu só quis parar quando estivéssemos prontos pra encarar essa aventura.

Um ano depois do casamento, em novembro, parei a pílula e fizemos uma viagem pra Europa. Detalhe: eu estava em meu período fértil, mas não é fácil engravidar, né? Vida que segue. A viagem foi maravilhosa, uma segunda lua-de-mel.

Já no Brasil, era uma quarta-feira e eu deveria ficar menstruada. Nada. Foi impossível não bater aquela ponta de esperança! No dia seguinte decidi que faria o teste de farmácia após o trabalho. No final do dia já comecei a segurar o xixi pra ficar “mais concentrado” e fazer o teste. Comprei. Cheguei em casa quase fazendo xixi nas calças. Nunca tinha feito teste de farmácia, comecei a ler a bula, mas eu estava tão nervosa e tão apertada, que não entendia nada do que lia! Sabe-se lá Deus como, mas eu consegui. Fiz xixi no potinho e quase que no mesmo segundo que coloquei o teste no xixi, a segunda linha apareceu. Era tão forte que não tinha como ter dúvidas!

Quase desmaiei de emoção. Eu não estava acreditando no que via! Precisava contar LOGO pro meu marido e dividir essa alegria com ele. Mas justo neste dia ele tinha saído com os amigos do trabalho. Liguei pra ele e ele ainda nem tinha chegado no bar. Inventei que estava passando mal, pedi pra ele voltar. Mas minha voz devia estar tão alegre que ele nem tchum, disse pra ligar pra minha mãe. Tentei esperar ele chegar, mas os 5 minutos de espera pareceram uma eternidade, ia ser impossível esperá-lo. Então resolvi apelar: tirei uma foto do teste e mandei por WhatsApp dizendo pra ele vir logo pra casa porque nós estávamos com saudade.

Ele me ligou imediatamente! Estava nervoso e sem entender direito o que eu estava querendo dizer. Quando confirmei que ele seria papai, choramos! Então, ao invés de ele voltar pra casa, eu fui encontrá-lo para comemorarmos a realização do nosso grande sonho!

No dia seguinte cedinho fiz o exame de sangue e confirmei a gravidez! Com 8 semanas fiz a sexagem fetal (para descobrir o sexo). Não quisemos chá de revelação porque queríamos que o momento fosse só nosso. Uma amiga imprimiu o resultado da internet e fomos almoçar em casa nesse dia para vermos juntos (imagina se eu aguentaria até a noite!). Quando abrimos o envelope, vimos que o que eu mais queria aconteceu: nossa menininha Maria estava a caminho!!!

Enjoei muuuuuito até a 16a semana (nem conseguia curtir muito). Mas passada essa fase, vivi a plenitude. Amava minha barriga (ai, que saudade), me sentia linda e plena!

Com 33 semanas comecei a ter muitas contrações. Meu médico me mandou ficar em casa de repouso e esse período parece que durou mais que a gestação inteira. Quando completei 37 semanas e 1 dia, as 6h da manhã acordei no susto fazendo xixi nas calças. Corri pro banheiro e continuava saindo, eu não conseguia prender. Aí caiu a ficha: a bolsa estourou, minha menininha queria nascer!

Corremos pra maternidade (depois de arrumar a minha mala que ainda não estava pronta). Ligamos para nossos pais e irmãos, mandamos milhões de WhatsApps para avisar aos amigos (santa tecnologia!) e às 9:11 nasceu o maior amor das nossas vidas. Nossa pequena Maria!

gravida_ligeiramente2

07.10.2016

Entrevista Rafa Brites

Papais Famosos

Hoje tem entrevista especial aqui no blog com a querida apresentadora Rafa Brites. Casada com o também apresentador Felipe Andreoli, o casal está “grávido” de um menino que se chamará Rocco.

No papo, a Rafa revelou que pensa em ter mais dois filhos, contou como foi descobrir a gravidez, todas as emoções que tem sentido, a escolha do nome e muito mais!!!

Está imperdível a entrevista, gente! Adoramos ter você aqui no blog Rafa! ;-) Que o Rocco chegue ao mundo cheio de saúde!

rafa-brites-gravida-andreoli7

A sua gravidez foi planejada ou foi uma surpresa? Como foi o dia em que você descobriu que estava grávida?

Bom, eu sempre quis ser mãe. Depois de 6 anos junto com o Felipe parei a pílula. Ia dar a tal desintoxicada para engravidar ano que vem ou 2018. Ficamos na tal tabelinha. Ou melhor era para ficar. Engravidei no mês que eu parei.

Em um sábado estava indo para o Rio para gravar para o Superstar, no aeroporto, já sentindo umas dores no seio… resolvo comprar o teste… Fiz no banheiro do aeroporto. Aí lógico com a notícia, voltei correndo pra casa (esqueci a mala lá no aeroporto). Felipe levou um susto em me ver de volta…. Aí só chororô… Eu disse: Vamos esperar os 3 meses para contar… nisso ele ja tinha mandado para todos os amigos e família kkkk.

rafa-brites-gravida-andreoli

Como o Felipe encarou a novidade de saber que seria papai? Ele está curtindo?

Desde que nos conhecemos ele dizia: Quando vc quiser eu estou pronto. E acho que redescobri o meu parceiro… Não imaginava o quanto ele seria legal. Baixando aplicativos. Lendo sobre gravidez. Um dia eu estava com dor no seio e ele me explicou sobre as camadas de gordura etc :)

Depois que descobriu a gravidez você mudou alguma coisa na sua alimentação e nos cuidados diários?

Então, nunca fui muito regrada com a alimentação. Não tenho tendência a engordar… logo não tenho essa nóia. Como pão francês, como glúten, lactose, e tudo o que hoje é condenado. Não parei com nada disso. Só incluí alguns legumes que não costumava comer… Beterraba, couve , cenoura. Como tudo o que tenho vontade + o que o bebê precisa. Engordei mais do que se espera: 8 kg em 5 meses. Acho que devo chegar a 16 17 por ai… Estou fazendo natação e aulas em uma academia onde faço exercícios específicos para gestantes. E focados em músculos usados no parto normal, que desejo fazer se estiver tudo bem com o bebê.

rafa-brites-gravida-andreoli2

Já sente alguma mudança entre a Rafa de agora grávida e antes de engravidar?

Na noite que descobri, tive que ir para o Rio mesmo assim, porque a vida não para. Fui sozinha pois o Felipe também tinha que gravar, mas em SP. Quando entrei no banho e pensei que não estava mais sozinha, tive uma crise de choro… Muito de felicidade, de deslumbramento, mas ao mesmo tempo de medo e insegurança. Os dias que seguiram foram bem difíceis.. não me reconheci. Sou daquelas que acredita que tem uma vaga me esperando. Que vou ganhar upgrade no avião. Que a minha telessena que eu nem compro será sorteada… Mas no inicio da gravidez só me vinham pensamentos negativos: Medo de abortar (ia no banheiro achando que sairia sangue), medo de não ser uma boa mãe, de não ter dinheiro para uma escola boa etc Credo. E me culpava por pensar assim… Logo eu? Conversei muito com o Fê, com minha mãe, minhas duas irmãs. E entrei na terapia. Foi muito bom desabafar. E depois dos enjoos (imagina ao vivo no Superstar), eu disfarçando e saindo pra vomitar nos intervalos? Tive tonturas fortíssimas, a ponto de parar de dirigir. Mas COMO TODAS AMIGAS E BLOGS ME FALARAM: VAI PASSAR! PASSOU! Passou TUDO! O físico, o mental… Voltei a ter aquela fé inabalável. Imagino o Rocco gordinho, eu dando banho e tudo mais. Trabalhei como voluntária um tempo em um berçário. Então tenho umas habilidades a mais rsrs. Quando minha sobrinha nasceu estava se arranhando e só tinham duas enfermeiras na maternidade que cortavam as unhas… demorando. Fui lá e cortei. Acredito que meu desafio agora seja amamentar. Porque sim vou amamentar e muito.

rafa-brites-gravida-andreoli4

Como foi a escolha do nome Rocco?

Eita coisa difícil nomes né? Tínhamos escolhido o nome Serena se fosse menina. Felipe gostava de uns nomes mais hippies (não vou citar para não ofender ninguém, cada um da o nome que quer, nê?) E eu nomes bem brasileiros. Não entrávamos em acordo. Ai ele falou Rocco… fomos ver o significado e era: Homem Sereno. Ai ficou ou Rocco, ou Serena.

rafa-brites-gravida-andreoli6

Está tudo pronto para a chegada do Dele? Quartinho e enxoval com algum tema em especial?

Gente do céu. Eu to amando ver tudo isso. Ganhamos MUITOS presentes. Cada dia chega uma coisa mais linda que a outra. O quarto lí em blogs que não é bom fazer muito antes porque ficamos ansiosas. Ficará pronto em Dezembro. O tema é ursos esportistas. Porque foi uma alegria essas olimpíadas e Paralimpíadas.

O enxoval estamos fazendo aos poucos com coisas aqui do Brasil, algumas que compramos em viagens e fofuras feitas a mão pelas vovós e bisas.

rafa-brites-gravida-andreoli5

Você e o Felipe pensam em ter mais filhos?

Mais dois. (As mamães experientes já dão risada com essa informação): – Vamos conversar depois do primeiro kkkkkk

Estar grávida é…

Estar grávida é deixar de ser dona do próprio corpo e emoções. É repensar a vida, os valores o orçamento familiar.

É achar que vai chorar ao ver o primeiro ultra-som, mas ficar dura , estática, E as vezes estar dirigindo, ouvir uma música, e se acabar em lágrimas. É ver o seu parceiro com outros olhos. E amar o resultado desse amor. É olhar para a nossa mãe com compaixão. Ver as outras mães no shopping e pensar: Olha que bacana essa atitude. Ou. Gente jamais farei isso!

Se achar esquisita no espelho enquanto a barriga não vem. E se achar a mulher mais linda do mundo, quando ela aparece. É ter a sensação que tem muitas gravidas, bebês, lojas infantis no mundo. É dar Google a cada 10 minutos, Ficar na dúvida: Ta mexendo ou são gases? Contar CADA DIA que passa querendo que chegue o dia, mas também pensando que ia ser tão bom se pudesse ficar para sempre protegido ali dentro.

Estar grávida é tudo isso e TUDO mais. Sem dúvidas, a coisa mais linda que já me aconteceu na vida, O sentimento mais nobre, sublime que senti até hoje. E só melhora … E só aumenta…

rafa-brites-gravida-andreoli3

Page 3 of 3412345