08.09.2015

Ligeiramente Grávida – Flávia Calina

Ligeiramente Grávida, To Grávida

A querida blogueira Flavia Calina é a nossa convidada de hoje do “Ligeiramente Grávida”.  De todos os relatos lindos que já tivemos aqui, com certeza, esse é um dos mais emocionantes!

Desde pequena, a Flávia sonhava em ser mãe cedo. Mas esse sonho não foi tão simples quanto ela imaginava. Foram 7 anos tentando naturalmente engravidar e com inseminações artificiais! Até que ela decidiu fazer uma fertilização in-vitro e, enfim, recebeu o sonhado positivo!

Uma história emocionante e importante para dar força e esperança a outras mães que estão passando pela mesma situação. Obrigada por compartilhar com a gente, Flávia! Adoramos!

flavia calina_cheguei ao mundo_filha_blog_3

Desde que me conheço por gente, ou tenho memórias da minha infância, sempre gostei de brincar com bonecas e bebês. Imaginava que as bonecas eram minhas filhas e ficava horas cuidando e brincando com elas. Trocava as roupinhas, levava para passear, acomodava todas elas em minha cama super aconchegante.

Quando era adolescente já pensava no dia em que seria mãe. Nunca sonhei com festa de casamento grande, na verdade não sonhava com casamento em geral, mas sonhava com o dia em que seria mãe e que pegaria meu bebê no colo. No final das contas meus planos e sonhos aconteceram bem diferente do que imaginava ou sonhava. Na época não entendia nada, mas Deus estava cuidando de tudo e de todas as coisas.

Me casei relativamente nova (principalmente para os dias de hoje), com 22 anos disse “sim” na corte nos Estados Unidos. Conheci meu marido Ricardo pelo Orkut e ele estava morando em Ohio por causa do seu trabalho, fiz minhas malas e comecei uma vida nova junto ao meu esposo em 2005.

Quando conversava com meu marido sobre filhos, dizia que gostaria de ser mãe nova, pois sempre me senti preparada para isso. Trabalho com educação infantil desde os 16 anos e ter meu filho seria uma realização e tanto, pois colocaria em prática tudo o que eu fazia com as crianças do outros. Queria de ter meu primeiro filho antes dos 25 anos, acho que fui influenciada pela minha mãe. Minha mãe ficou grávida com 22 anos e sempre amei a nossa diferença de idade e queria a mesma coisa para mim, só que Deus tinha planos diferentes para minha família.

Depois de 1 ano de casados, meu marido concordou em começarmos a tentar engravidar. Depois de 1 ano tentando percebemos que a nossa jornada não seria tão simples como imaginávamos. Foram 7 anos tentando naturalmente, com inseminações artificiais e um tumulto de emoções. No final desses 7 anos, depois de muita oração e ajuda da família, decidimos fazer uma fertilização in-vitro. Apesar de morarmos nos Estados Unidos, resolvemos fazer nossa in-vitro no Brasil para ficar perto da família e pelo tratamento ser mais barato por causa do dólar.

Quando começamos o processo da FIV, não tinhamos ideia do que estávamos nos metendo. É um processo longo (pelo menos para quem está passando) e muito emotivo, pois a gente deposita toda a nossa fé em um tratamento que pode nos dar o maior sonho de nossas vidas. Tomei as injeções, retiramos os óvulos, implantamos os embriões e esperamos 2 semanas para saber o resultado. Essas duas semanas foram as semanas mais difíceis da minha vida, pois a espera, a incerteza, os sintomas de menstruação me deixavam muito emotiva e apreensiva, mas não havia mais nada que eu poderia fazer a não ser orar e esperar.

Um dia antes de fazermos o exame de sangue oficial para saber do resultado, resolvi comprar um exame de farmácia para fazer em casa. Li na internet que se estivesse mesmo grávida, que conseguiria um resultado eficaz. Primeiro eu não queria contar para ninguém que eu iria fazer o teste, pois a expectativa era muito grande e tinha medo de não só me decepcionar, mas de decepcionar a todos.

Durante todo o tratamento fiquei na casa da minha mãe e nossa família é muito grande e próxima então tem sempre gente por perto. Esconder o teste seria praticamente impossível, por isso acabei falando para minha mãe e meu irmão (que estava em casa naquele momento) que iria fazer o teste. Chamei meu marido para ir ao banheiro comigo, porque apesar de ter uma plateia esperando, aquele era o nosso momento mais do que especial, depois de tanta espera precisávamos daquele momento juntos, só nosso. Entrei no banheiro, fiz o teste no palito e coloquei em cima da pia para esperar os minutos recomendados pelas instruções.

Para nossa surpresa, o positivo apareceu em questão de segundos, e por um momento eu não conseguia decifrar se as linhas eram de positivo ou negativo. Olhei para meu esposo e falei: “é positivo? olha na caixinha…. é positivo?” e ele disse que sim!!! Nos abraçamos, choramos, gritamos e sai correndo do banheiro para dar a noticia a todos! Foi uma das maiores emoções que já senti em toda minha vida. Eu NUNCA tinha visto um resultado positivo em um palitinho, parecia que aquilo tudo era um sonho, que era de mentira, mas ao mesmo tempo estávamos ali gritando e nos abraçando de felicidade. Dobramos nossos joelhos e agradecemos a Deus na mesma ora pela benção que ele tinha nos dado.

Minha mãe, em questão de segundos, saiu do quarto com um livro sobre gravidez na mão que tinha comprado e preparado para mim, pensei: isso que é fé, vocês não acham? No livro ela escreveu muitas coisas lindas e a gente só chorava. Foi muito emoção a partir desse dia pois meu medico não deixava a gente comemorar por completo pelas probabilidades de abortos espontâneos, mas depois de 12 semanas começamos a respirar mais tranquilamente e a curtir a cada momento da gravidez que foi único para mim. Apesar de AMAR estar grávida, por ter sempre sonhado com a sensação, eu não via a hora de ver a carinha da minha filha.

O dia em que minha filha Victoria nasceu foi o dia mais mágico da minha vida, inclusive filmei tudo e coloquei no YouTube, pois precisava compartilhar minha experiência, meu milagre e minhas alegrias.

Sou muito grata a Deus por ele ter me dado esse privilegio e oportunidade de ser mãe da menina mais doce desse mundo!

A maternidade só me fez ser uma pessoa melhor, me fez enxergar a vida com muito mais cor e mais beleza, me fez mudar minhas prioridades e me abriu um mundo de muito mais esperança e alegria.

flavia calina_cheguei ao mundo_filha_blog

flavia calina_cheguei ao mundo_filha_blog_2

 

Comentários no Facebook
16 Comentários
  1. Érica 08/09/2015 | 11:21

    Adoro essas histórias de superação, fé, milagres de Deus!
    Assisto a Flávia todos os dias, sou fã mesmo! Bjinhos à todos.

    Responder
  2. Maternidade Sem Censura 08/09/2015 | 13:18

    Lindo e encorajador o relato da Flávia Calina. Acompanhamos o trabalho dela desde o início da gravidez e sempre nos emocionamos quando ela fala sobre como foi abençoada com a maternidade. Parabéns por ter convidado ela para falar no Blog.

    Responder
  3. Carla 08/09/2015 | 13:32

    Quanta emoção. Sem palavras.

    Responder
  4. Cris Maranhão 08/09/2015 | 14:08

    Olá Fernanda! Não sei como vim parar aqui, não conhecia seu blog, mas a Flavinha eu conheço, e adoro! E se ela topou escrever aqui você também deve ser gente boa rs Um beijo pras duas!

    Responder
  5. Camila 09/09/2015 | 10:10

    Olá, Fê!!! Eu sou super sua fã e sempre te acompanho de longe rsrsr…amo a família Calina também e sei tudo sobre eles!!
    Amei de paixão ver essa linda história ser contada aqui, neste cantinho que tem tudo a ver com a Flavia Calina!

    Parabéns pelo belo trabalho!
    beijão

    Responder
  6. Paula 09/09/2015 | 18:21

    Amo a flavinha e o canal no YouTube! Ela e a família são demais. Parabéns Flavinha, parabéns Fernanda!

    Responder
  7. Patricia Cunha 12/10/2015 | 07:39

    A Flavinha sem dívida veio com um propósito, Deus sabe de todas as coisas e o milagre dela é prova vida.
    Admiração enorme por ela.

    Responder
  8. Camilla Leite 12/10/2015 | 08:37

    Amo essa família, assisto tds os dias os videos dela!! Amei essa entrevista mt estão de parabéns por ter chamado a Flavinha e sua linda família!!!

    Responder
  9. Rose Silva 12/10/2015 | 09:07

    Sempre me emociono ao lê sobre a história da família Calina. Uma linda história de superação merece mesmo ser compartilhada com o mundo.
    Parabéns ao cheguei ao mundo pelo post.

    Responder
  10. Bruna 12/10/2015 | 09:26

    Recomendo a todos o canal da Flavia! Ela e a família dela são especiais! Bjs

    Responder
  11. Patrícia Sá 13/10/2015 | 00:09

    Linda história de quem tem esperança, fé e muito amor pra compartilhar. A Flavia é das pessoas que fazem o mundo melhor e nos inspira a isso também.

    Responder
  12. Rayane 13/10/2015 | 04:14

    Flávia e sua história linda e emocionante.

    Responder
  13. Samara Lança 13/10/2015 | 08:25

    Adoro a Flavia e cheguei aqui através de uma indicação de link dela. Parabéns pelo cantinho muito legal. Felicidades

    Responder
  14. Pricila Barros 15/10/2015 | 22:42

    Te amo Flavinha!!! Nunca canso de ouvir sua história linda!!!

    Responder
  15. Daniele 22/03/2016 | 18:34

    Eu adoro essa família! Sou viciada nos vídeos da Flávia! rsrsrs…Não deixo de ac essa família por nada! In love for ever! Sonho muito conhecer a Flávia um dia!, Se Deus quiser um dia irei! Adorei a matéria, Cheguei ao Mundo! Bjs

    Responder
  16. Oi 18/10/2016 | 00:26

    Todos querem saber o nome da clinica em SP que vc fez suas fertilizações in vitro! Obrigada por ajudar milhares de pessoas

    Responder
Deixe um comentário