02.01.2017

O segundo filho

Vida de Mãe

fernanda-rodrigues-segundo-filho-luisa-bento

Durante esses sete anos de maternidade eu ouvi: “você vai ver no segundo filho!”, “Ih o segundo é mais fácil!” ou “No segundo vocé vai ver que difícil” kkk

Sempre pensei: mas o que esse segundo filho tem assim de tão diferente? Mesmo sendo crianças diferentes não é tudo filho? Eu já não entendi como é ser mãe?

Não. Kkkkkk

O segundo filho é mesmo muito louco… rsrs

Pra mim está sendo um recomeço… primeiro pelos 6 anos que distanciam os dois e segundo pela diferença da maneira como eu encarei a maternidade.

É tudo tão diferente… não sou a mesma mãe que eu era há 6 anos, aliás não sou nem a mesma pessoa…

Sinto que, além do amadurecimento natural da vida, eu hoje tenho um entendimento muito maior sobre as coisas que envolvem a maternidade.

Na pratica, a maioria das inseguranças, dos medos que eu tive com a Luisa agora eu não tenho mais, então isso me faz uma mãe menos tensa! hahahaha

Claro que ainda tenho preocupações, dúvidas e culpas (pq senão não seria mãe rs) mas é de um outro jeito.

E por falar em culpa (ôh bichinha insistente, né?) ela está ali o tempo todo… Quando estou gravando, quando tenho que sair correndo de casa, quando não consigo buscar na escola… ok, ela tá lá. Mas agora a diferença é que eu ADMINISTRO melhor a culpa! Entendeu? Kkkkk

Na primeira vez eu sofria mais com ela, eu achava que era o fim do mundo, que eu ia morrer de tristeza, que estava sendo uma péssima mãe, mas agora não. Eu simplesmente respiro fundo e penso: ok, vamos lá, faz parte, deu certo da outra vez, não deixamos nenhuma sequela, minha filha tá ótima, ela me ama etc etc etc… Ahahahaha

Tipo um mantra!!!

E funciona. To lidando tãooo melhor!

O Bento já entendeu que é isso aí, mamãe tem a vida dela, faz um monte de coisas, às vezes ela está, às vezes não, mas quando ela pode se dedica 100% pra ele.

Tenho sido a melhor mãe que eu posso ser nesse momento, e é isso que me conforta e me faz ser forte quando muitas vezes eu fraquejei da primeira vez.

Tenho dito pras minhas amigas que só tem um filho não terem medo do segundo…ele te deixa mais cansada (pq afinal de contas são dois né?) mas também te traz um monte de coisa nova que, as vezes, você não enxerga com o primeiro filho.

Seria bom se a gente pudesse ter o segundo filho primeiro depois a gente tiraria tudo de letra!!!

Aí vc vai dizer, e quem tem 3 filhos? 4?

Deve ir facilitando nosso comportamento, nossas questões e aflições…mas o trabalho também vai aumentando, né?!! Pra essas mães eu bato palma!!!

Admiro demais quem tem um monte de filhos!!! Êh mulherada forte!!!

Acho que estou bem com dois! rsrs Mas me contem aí sobre o terceiro…quem sabe não animo? ;-)

Beijos

Fernanda Rodrigues
Comentários no Facebook
6 Comentários
  1. ELISA 02/01/2017 | 18:32

    amei o blog

    Responder
  2. Raquel Mariano 02/01/2017 | 18:41

    Não posso te ajudar muito, porque só tenho uma,animando a ter o segundo,rs. Uma amiga me disse que o segundo filho é uma segunda chance de fazer tudo melhor. Seu texto me animou ainda mais. Quem sabe um dia eu também não tenha 3. Ai te conto. 😘

    Responder
  3. Lilian 03/01/2017 | 14:47

    Boa tarde ,

    Bom Fernanda tenho 3 filhos 1 menino e 2 meninas e posso te dizer que o terceiro vem totalmente independente , que vc ate assusta
    ai vc fica com a famosa culpa de não ter dado tanta manha para o terceiro como deu para o primeiro. mas esta tudo certo a minha terceira já esta com 3 anos e tem uma personalidade que tenho ate medo e completamente independente se duvida cuida do mais velho que tem 9 anos.

    bjs

    Responder
  4. Thaiene 04/01/2017 | 15:02

    Que coisa estranha…acabei de ler um texto sobre o segundo filho em outro lugar e vim aqui ver as novidades…mesmo assunto…Minha bebê ainda tem 7 meses, meu coração de mãe quer mais…mas será que já é hora? Espero que quando for eu saiba. Se for mais fácil, tanto melhor. Minha filha é uma benção, não tenho do que reclamar. :)

    Responder
  5. Ligia 04/01/2017 | 23:31

    Sou mais de três meninos (5 anos, 2 anos e 11 meses e o mais novo de 6 meses). Sempre sonhei com família grande e meu marido também. Moramos no Canadá e não temos família por perto pra ajudar então fica tudo com a gente mesmo e só por isso não tenho mais um. Três filhos e uma delicia, o trabalho é proporcional ao amor, a gente se cansa mas nada se compara a alegria de vê-los crescendo. Parabéns pelos seus filhos, são lindos. Adoro o blog e espero que se anime a ter mais um. Um é pouco, dois é bom e três é melhor ainda :)

    Responder
    • Monique Rabello 10/01/2017 | 09:55

      Ligia, manda sua história pro pessoal do blog contar, naquele quadro que fala das mamães pelo mundo.

      Responder
Deixe um comentário